quinta-feira, 31 de março de 2011

Teatro Municipal ficou lotado durante o fim de semana da segunda edição do evento






Para os artistas convidados e também para o público em geral, o sentimento foi de grande satisfação. “Adorei. Tive uma resposta muito boa da plateia, a interação foi perfeita e achei ótima a ideia de mesclar artistas de fora com artistas locais. Temos pouquíssimos festivais de jazz no estado do Rio. Por isso mesmo, o Terê Bossa é uma iniciativa maravilhosa, que merece parabéns”, comentou Leila Maria. Tomás Improta concordou. “Achei ótimo, principalmente reunir artistas de fora com artistas locais. Isso permite uma interessante troca de informações. O local era aconchegante e o público foi maravilhoso. Gostei muito de participar”, disse.

Fatima Guedes parabenizou a ação da Prefeitura. “A bossa nova é um gênero musical e literário da maior importância. Tentei trazer isso para o show, mostrando a dimensão desse movimento artístico e sua relevância. Fiquei muito feliz em poder mostrar este trabalho e parabenizo a Prefeitura e a Secretaria de Cultura pela realização do evento. Espero estar aqui em outras edições”, assinalou. “A iniciativa é muito válida e torço para que outros festivais como este sejam realizados, abrangendo também outros estilos, como o pop, o rock e o blues”, acrescentou o guitarrista Leo Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário