terça-feira, 7 de junho de 2011

SEMINÁRIO DA ASSOCIAÇÃO MUSICA INDEPENDENTE [2]







Com duração de dois dias, o seminário contou com seis palestras, ministradas por autoridades do ramo e executivos de grandes indústrias do mercado fonográfico. Na sexta, dia 27, estiveram em pauta os temas ‘Sociedades Autorais e o funcionamento do ECAD’, ‘Empreendedor individual’ e ‘Direitos Autorais’. Já no sábado, 28, foram abordados os assuntos ‘Modelos de distribuição física e digital’, ‘Distribuição de música pelo celular’ e ‘Sindicatos dos Músicos’. Ao fim de cada apresentação, foram realizados bate-papos entre palestrantes e público, onde os participantes puderam esclarecer as mais diversas dúvidas. Paralelamente, foi realizada também a Assembléia Geral da ABMI, junto à reunião anual ordinária da entidade, para discussão de assuntos internos.
Quem participou do seminário, ficou satisfeito. “O Seminário de Música da ABMI foi muito interessante e com informações super importantes para os músicos e produtores independentes. Tivemos a oportunidade de nos informarmos melhor sobre questões como o ECAD e também sobre o empreendedor individual. Pena um número tão pequeno de músicos locais neste seminário tão esclarecedor. Foi uma ótima oportunidade, que só tenho a agradecer. Parabéns aos organizadores”, comentou a cantora e compositora Patrícia Araújo. “Neste seminário, a classe musical teve um contato mais próximo com uma série de perspectivas do trabalho musical. Foram tratados temas importantes demais, como o caso do direito autoral e das novas tecnologias, que fazem o artista se dar conta de que ele pode estar inserido no mercado musical sim. Para mim, o evento possibilitou ao teresopolitano um mar de esclarecimentos. Brilhante”, analisou Alexandre Negreiros, diretor do Sinticado dos Músicos do Estado do Rio de Janeiro.
Para a presidente da ABMI, Luciana Pegorer, Teresópolis tem grande potencial para a realização de eventos. “Teresópolis dispõe de bons aparelhos culturais e agentes locais com grande interesse em proporcionar o desenvolvimento cultural da cidade. O apoio da Secretaria de Cultura e da ACIAT foram fundamentais para a realização do seminário e garantiram uma excelente divulgação e o envolvimento tanto de músicos quanto de empresários locais”, comentou. “Fomos muito bem recebidos. A simpatia e o empenho de todos foram fatores animadores e nos deixaram o desejo de proporcionar mais momentos como esse”, completou Luciana Pegorer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário